Aveiro – Passeio de Moliceiro

Bem diz o povo que Aveiro tem a alcunha de “Veneza de Portugal” por ser uma cidade com canais, à semelhança da de Itália. É durante os períodos de calor que Aveiro ganha verdadeiramente vida. Um passeio de moliceiro pelos canais desta ria é uma atividade obrigatória a todos os visitantes.

Poderás encontrar este e outros lugares sobre Aveiro neste Guia de Viagem.

Passeio Moliceiro

Viajar até Aveiro sem desfrutar de um passeio de moliceiro é quase como visitar Paris e não subir à Torre Eiffel… e nós já fizemos ambos!

Confesso que antes de andar de moliceiro nunca tinha andado de barco, nem de lancha, nada mesmo. Aliás costumava dizer que “não sou um pato de água”, mas depois desta, adorei tanto, que já tive mais experiências no mar depois desta. Eu estava um bocadinho medrosa, o Fábio estava em pulgas para ir, e pronto, lá fomos nós… Atenção que à entrada/saída é preciso ter cuidado porque a embarcação balança na água mas depois de estarmos todos sentados correu tudo bem.

À medida que a viagem tomava o seu rumo, o guia contava à tripulação a história da cidade, desta vez em inglês por ser a nacionalidade da maioria dos presentes. O circuito não é muito grande, mas o suficiente para desfrutar-se de um belo passeio, passando pelos armazéns das salinas, pelas casas de arquitetura Arte Nova, pelo Mercado do Peixe pelo centro comercial Fórum e ainda pela antiga fábrica de cerâmica. Uma sensação que ambos adorámos foi o bater das pequenas ondas na embarcação. Com jeitinho lá nos inclinávamos sobre a ria e molhávamos as mãos nas ondulações: sensação fantástica! Isto para os miúdos é que será uma grande alegria! Para acabar em beleza tivemos direito a ovos moles e um sumo para cada um, por uma taxa adicional.

Sobre o Moliceiro:

Os passeios de moliceiro pela ria proporcionam a todos uma perspectiva diferente sobre a cidade, o comércio local, os seus canais, as salinas e a arquitetura da Arte Nova. No século XIX eram usados os moliceiros para apanharem o moliço. O moliço são as algas e o lodo existentes na ria que, depois de estendido e colocado ao sol para secar, servia para fertilizar os terrenos agrícolas da região. Com a chegada dos tempos modernos e o início da produção de fertilizantes químicos por empresas industrias, o trabalho de moliceiro acabou por desaparecer.

Há algumas décadas atrás foram restaurados os moliceiros que há muito tinham sido abandonados. Estes passaram a ser usados para o turismo da cidade no transporte de turístas curiosos. Quer sejam espanhóis, franceses, ingleses e até mesmo portugueses, ninguém passa despercebido por um barco moliceiro. Trazem à memória a imagem das gôndolas venezianas. Estes são pintados à mão na popa e na proa. De cores vivas e bem alegres, os painéis são cobertos de desenhos que representam a vida quotidiana portuguesa.

Atualmente, são as empresas “Viva a Ria” e a “Ecoria” que oferecem aos visitantes passeios turísticos na Ria de Aveiro. Durante aproximadamente 45 minutos, um guia vai contando um pouco da história da cidade e da vida mercantil que era feita com os barcos noutras épocas. Um barco moliceiro faz parte da tradição e um passeio pela ria torna-se indispensável para viver Aveiro como ela é: a Veneza de Portugal.

Não te esqueças: se visitares Aveiro marca na agenda um passeio de Moliceiro.

Seguir:
Cristina

Apaixonada por viagens.
Deliciada pela Gastronomia.
Fotografa Paisagens e Comida.

Find me on: Web | Facebook

Deixa aqui a tua mensagem

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this:

À Procura de Algo?