Guia de Fotografia para Iniciantes

Um bom trabalho fotográfico ou uma boa imagem apelativa a compor um texto ou um artigo de uma reportagem é tão importante quanto o resto. Nem todos nascem com o jeito e a visão artística de um fotógrafo profissional, nem têm a facilidade natural em tirar boas fotos. Eu própria não me considero nenhuma profissional – longe disso – mas nos meus 7 anos de experiência aprendi algumas coisas que te poderão ajudar a começar o teu caminho de fotógrafo amador.

Em 2011, comprei a minha primeira câmara EOS. Quando viajei para o Algarve, nesse verão, desejava que os meus conhecimentos sobre fotografia fossem melhores. Tinha uma boa máquina para principiantes, no entanto, não soube tirar o melhor partido dela. As fotos mão eram más, de todo, mas tirava imensas fotos aleatórias aos espaços e às pessoas que estavam comigo em vez de me focar em contar uma história fotográfica como se tratasse de um diário. Faltava-me a prática, a técnica e a visão. Com o passar do tempo, melhorei os meus conhecimentos e agora sei o que quero fotografar e como fazê-lo.

Explora a tua Câmara

Não há nada pior do que tirar muitas fotos com a tua câmara a estrear e, no final, quando fores a rever a fotos, apenas encontras fundos muito escuros, outras com demasiada exposição que estoura a imagem ou até fotos completamente desfocadas.

Antes de fotografares em série faz um teste, fotografa e verifica o resultado obtido. Podes querer mudar o ângulo, alterar a luminosidade ou modificar a velocidade do disparo. Perde um tempo extra inicial na verificação das definições da tua câmara que te irá poupar de futuras frustrações na revelação das fotos. Entender o funcionamento da tua câmara permite-te tirar melhores fotos. Há uma grande variedade de lentes no mercado com finalidades específicas diferentes. Algumas lentes são melhores para fotografar paisagens e distorcem a caras das pessoas, enquanto outras servem melhor para fotografar em ambientes escuros e fechados. Agarra o manual de instruções da tua câmara, lê-o e explora todas as suas funcionalidades antes de te aventurares numa sessão fotográfica. Desta forma irás entender como fotografar em cada situação.

Segue a Regra dos Terços

A regra dos terços é uma técnica fotográfica comum usada para tornar as fotos mais equilibradas e interessantes. Imagina as linhas imaginárias de uma grade e coloca-as sobre a tua foto. Os pontos onde as linhas se cruzam são onde deves colocar o teu objeto de foco. Hoje em dia, as câmaras têm incorporado nas definições uma visão das linhas.

Para tornar a tua foto interessante e conseguires prender o olhar dos outros precisas de saber o seguinte: na fotografia temos de ser criativos. A nossa mente funciona de determinadas maneiras e gosta de ver certas coisas. As estradas, pontes e as linhas costeiras produzem fotos incríveis, mas existem muitas outras maneiras de chamar a atenção de alguém. Melhora a tua fotografia criando um ponto de interesse dentro das linhas. Capta uma amiga a caminhar, fotografa montanhas ou um pôr-do-sol ao fundo do horizonte. Eu dou por mim a usar esta técnica com bastante regularidade.

Sê Paciente

É quase impossível tirar uma excelente foto ao primeiro disparo, principalmente para quem estiver a dar os seus primeiros passos na fotografia. Eu, pessoalmente, tiro sempre uma dúzia de fotos ao meu objeto e depois seleciono as melhores. Se estiver a fotografar uma paisagem ou um monumento de grande dimensão, a quantidade de fotos que tiro é bem superior, podendo até passar dos cinquenta disparos. A ideia a reter é que quanto mais fotos tirares, maior é a probabilidade de teres mais fotografias fantásticas.

Nenhum destes números é regra. E também não significa que te deves pôr a disparar à toa sem te focares num ponto de interesse. O principal é que te sintas confortável. Não tenhas pressas nem te sintas pressionado. Toma o teu tempo para tirar a foto que achas ser perfeita. Fotografa meia dúzia de fotos e altera o ângulo da imagem ou então experimenta ajustar a iluminação do teu espaço. Tira algumas fotos e vê o resultado final. Se achares necessário, faz alguns ajustes e continua a fotografar.

Arranja um Tripé

Não tens de comprar todo o equipamento que existe à venda no mercado para seres um bom fotógrafo. No entanto, se tiveres um tripé contigo ele pode ser a tua salvação quando se trata de tirar fotos de excelente qualidade. Podes usá-lo para tirares fotos a ti próprio se fores viajar sozinho. Em ambientes de pouca luz permite-te captar as imagens com maior nitidez. Quer sejas um fotógrafo, um produtor de vídeo, um viajante a solo ou um blogger, o teu melhor investimento será a compra de um tripé.

Ao longo dos anos tenho levado sempre comigo um tripé pequeno para as minhas viagens longas ao estrangeiro e faz sempre jeito. Com cerca de vinte centímetros de tamanho e de material em inox, é leve e muito fácil de transportar para qualquer lado sem causar qualquer transtorno. Geralmente, uso esse tripé em zonas com pouco movimento onde não há ninguém a quem possa pedir para me fotografar, ou em zonas onde haja segurança e em que eu tenha a certeza que ninguém irá tentar roubar-me a câmara. No momento da fotografia, utilizo um temporizador interno para disparar automaticamente o número de vezes pretendido e defino o período de intervalo entre cada disparo. Se não quiseres utilizar o temporizador incorporado, o melhor será investir num comando remoto compatível com a tua câmara.

Um dos meus últimos investimentos para dar suporte ao meu equipamento fotográfico foi a compra de um tripé alto com cerca de um metro. Uso-o pontualmente para captar imagens de comida e para fotografar em ambientes noturnos e tem sido muito útil a captar fotos com mais perfeição.

Nunca Pares de Praticar

Mentaliza-te de uma coisa: é impossível tornares-te um bom fotógrafo do dia para a noite. São precisos meses ou até mesmo anos mas, mesmo assim, acredito que há sempre mais algo que se possa aprender ou até melhorar. Quanto mais praticares, serás cada vez melhor.

Ainda hoje é o dia em que olho para algumas fotos antigas e sinto uma pontada de deceção, pois imagino que poderia ter obtido uma imagem excelente se tivesse captado um ângulo diferente ou se tivesse esperado uns segundos para a imagem ficar sem pessoas em background. Da mesma forma que também sei que vou ter a mesma sensação daqui a uns anos relativamente às fotos que tiro atualmente. Ainda assim, devemos sempre pensar positivo, pois essas fotos servem para nos lembrar de que, se fotografarmos com paixão e nos dedicarmos de corpo e alma, podemos fazer tudo o que quisermos. O mais importante é isso: querer, acreditar e fazer.

O meu conselho para ti é que tires todas as fotos que puderes e que de certeza pelo meio encontrarás várias fotos boas com as quais te sentirás muito feliz. Com isto, não quero dizer que não te deves esforçar ao máximo para obteres o melhor resultado em cada foto. Praticar ajuda-te a melhorar a tua técnica e a teres mais confiança em ti próprio como fotógrafo.

Edita a Tua Fotografia

É fundamental editar uma foto. Este é um passo que não deves mesmo saltar. Qualquer fotógrafo o faz, nem mesmo que seja um simples ajuste de luz ou uma ligeira rotação de imagem para alinhar a foto. A edição eleva a tua foto a outro nível. Eu uso o Lightroom para editar todas as minhas fotografias. Fotografar em formato RAW permite-te editar facilmente as tuas fotos no Lightroom. Também é possível fazê-lo com as de formato JPEG mas o ideal será o formato em bruto sem qualquer adulteração da própria câmara. Cada filtro funciona de forma diferente porque todas as fotos são diferentes. Mesmo usando um filtro pré-definido, será sempre necessário ajustar a edição até teres a tua foto perfeita.

Foram várias as vezes em que eu tirava uma única fotografia e deixava-a de lado sem lhe dar muita importância porque não tinha ficado bonita. Mais tarde, quando voltei a rever as fotografias arquivadas numa pasta antiga e comecei a trabalhar em edição, desejei ter tirado muitas mais fotografias porque, depois de as ter editado, o resultado final ficava perfeito. Hoje sou uma fotógrafa mais confiante e mantenho o meu espírito positivo. Vou tirando fotografias sem parar porque sei que, com um pouco de edição, posso corrigir uma fotografia que saiu mal e também posso tornar uma foto ainda melhor que, por si só, já era ótima. Diz-me nos comentários se queres saber mais informações sobre os filtros que uso.

Tens mais dicas para ajudar nesta aprendizagem sobre fotografia? Ou tens questões que gostarias que respondesse num próximo artigo? Partilha os teus pensamentos connosco nos comentários abaixo.

Seguir:
Cristina

Apaixonada por viagens.
Deliciada pela Gastronomia.
Fotografa Paisagens e Comida.

Find me on: Facebook

Partilhar:

Deixa aqui a tua mensagem

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.